Sou chata [na balada]

Olha, vou confessar uma coisa: Não gosto de ser deixada sozinha na balada.

Sei lá. Posso ser ‘muderninha’ em alguns aspectos, ir em baladinhas alternativas, ter amigos exóticos.. Mas nesse ponto, sou old-fashioned.

Sabe aquele tipo que vai com amigas em número ímpar porque se uma começar a ficar com alguém, a outra não vai ficar só? E se todas tiverem alguém, ou arranjam alguém pra sozinha ou dão um jeito de não fazê-la se sentir vela master? Tipo isso.

Eu não sou efusiva e não consigo dançar enlouquecidamente numa rodinha com muita gente desconhecida. Pra me divertir, eu preciso me sentir a vontade.Claro que gosto da presença de pessoas novas (e é até pra isso que saimos, não é?). Mas gosto mesmo de sair com aqueles amigos que a gente sabe que serão boa companhia, dançarão os passos que a gente inventou junto, aderem a ideia de virar tequila e acompanham na hora de ir embora.

Teve um tempo que eu sempre arrastava algum amigo ‘confiavel’ (e entenda aqui por não muito imprevisível) toda vez que saia a noite, principalmente quando ia a pé e teria de esperar o horário do metrô pra voltar pra casa. Isso era chato porque acabava perdendo oportunidades quando essas pessoas não queriam me acompanhar…

E também parecia chatice, coisa de criança, frescura… É verdade, confesso…

Então eu comecei a dirigir, isso me trouxe um pouco mais de liberdade e aos poucos tentei me desvencilhar dessa neura…

Até que eu estava conseguindo, mas…

Eis que esses dias saí com dois amigos que entraram vip na balada e do nada resolveram  sair pra comer cachorro quente. Eu perguntei o que eu faria enquanto isso e a resposta foi ‘Se joga.’

Eu não sei exatamente o que isso significa… Seria tipo ir ao bar e tomar uma dose de tequila, se embrenhar em uma rodinha alheia dançando horrores e agarrar o primeiro homem agarravel que surgisse?

Ah, claro, BEM a minha cara fazer isso….

Ontem aconteceu outro tipo de situação…

Fui a uma festa com uma outra amiga. Como era da faculdade dela, ela estava se sentindo em casa e cheia de conhecidos. Eu já havia visto algumas das amigas dela uma ou outra vez na vida, mesmo porque em outra ocasião ela já havia me deixado sozinha, mas sabe… Simplesmente não é da minha natureza… Eu posso até me divertir, mas não vou adoraaar a noite se não puder fazer nenhum comentario familiar, sabe aquela cumplicidade de amiga?

Por motivos xis, eu já entrei na festa meio mal-humorada, queria tomar alguma coisa mas o bar estava abarrotado… E depois de ter ficado mais de 2 horas esperando a minha amiga, a primeira coisa que ela fez foi desaparecer…

Pessoas fazem amigos em cinco minutos na balada, dançam com desconhecidos, riem e blablabla… Eu não.

Comentando sobre isso hoje com meu amigo (o que foi comer cachorro quente sem mim), ele falou ‘por que você não se jogou?’ De novo me pergunto ‘hã?’. Perguntei se era pra eu agarrar algum cara e ele disse que sim.

Acho que não deixei muito claro que na minha cabeça half-old-fashioned meninas não agarram meninos literalmente, ainda mais quando estão de mal humor…

 

Tá, estou sendo chata, mas sabe… É da minha personalidade… Não sou sociavel… E acredito que nossos amigos deveriam nos conhecer e saber que existem certas coisas que acabam com a nossa noite.

 

 

#notamental: não deixar mais as chaves do carro com a pessoa que resolve sumir.

~ por julferbas em novembro 10, 2008.

2 Respostas to “Sou chata [na balada]”

  1. ai Ju te adoro hahahahaha

  2. Favorites > Add to favorites > OK

    Bom ler você de novo! Estava com saudades!

    Sua fã =)

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: